O que Você tem feito para Planejar sua Escalada?

O que Você tem feito para Planejar sua Escalada?

Em tempos de crise, as pessoas tendem a ficar pessimistas e este pessimismo pode contaminar os seus empreendimentos, seja na vida, na carreira ou no negócio que conduzem. Com esta visão que gera desânimo, começam a surgir mitos que envolvem planejamento e ação.

Estes mitos acabam se tornado um poderoso empecilho para avançar. Tommy Nelson, um coach norte americano experiente, aponta alguns mitos. Veja qual deles está comprometendo seus resultados:

Mito 1 – Acreditar que tempo parado, planejando, é tempo perdido.

Realidade – Tem investido em afiar machados fazendo reflexão e planejamento estratégico não é tempo perdido, é tempo de passar para alto desempenho. Muitas pessoas são orientadas para a ação.

Quando realizam tarefas, se sentem produtivos. Quando param para refletir, sentem culpa por não estarmos rendendo. Sem dúvida, temos que realizar tarefas, mas é importante reconhecer nesse caminho que poucas decisões são tomadas sem reflexão e, consequentemente, nossa produtividade é comprometida.

Mito 2 – Planejamento estratégico parece coisa mais complicada ou de especialista.

Realidade – A linguagem, quando técnica, até pode atrapalhar. Planejamento, em si, não é complicado. Precisamos simplificar linguagens e atitudes para o conceito de planejamento não se torne cansativo.

A ideia de planejar é facilitar a vida, eliminar o que não funciona mais e criar espaço para o novo. É preciso admitir que não se quer trabalhar mais em determinado lugar ou ter relacionamentos que só sugam energia e que nada acrescentam.

Esses dilemas, quando acumulados, tendem a se estender quando não se define um plano. Planejar é não precisar se preocupar com o futuro. O conceito é sempre, mas requer um verdadeiro esforço para mudança de hábitos.

Mito 3 – Circunstâncias em constante mutação costumam ser uma justificativa na questão do planejamento: “Como é que vou planejar quanto tudo está mudando tão rápido? ”.

Realidade – Mudar ou ajustar planos no meio do caminho não só é inevitável, mas desejável em muitas situações. O segredo é poder identificar quando as mudanças estão acontecendo.

Não há nada errado em mudar de rumo quando estamos conscientes dos fatos e se há bons motivos para mudanças.

O propósito de fazer planejamento nada mais é do que criar um Plano A, para servir como base, na qual podemos realizar ajustes apropriados durante o caminho, de acordo com novos cenários.

Mito 4 – Não se mexe em time que está ganhando!

Realidade – O melhor momento de se realizar um bom planejamento é aquele em que as coisas ainda estão bem, não depois. Apesar da euforia que sentimos às vezes, um fato é certo: não vai durar para sempre!

Tudo muda e, em geral, quando você menos quiser ou sentir-se preparado! Quando as coisas estão indo bem, a justificativa de protelar o processo de planejamento é ainda mais forte.

Como você se vê diante destes mitos? Qual deles já comprometeu seu desempenho no passado? E qual deles, que pode estar impedindo ou atrasando sua caminhada agora?

Caroline Calaça e Cássia Morato- Executive &Business Coaches

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu