Os quatro Pilares de Aprendizado do Cérebro

Os quatro Pilares de Aprendizado do Cérebro

O cérebro é tido pelos cientistas como a estrutura conhecida de maior complexidade no universo. Profissionais que trabalham com educação de adultos que conhecem como é processado o aprendizado no cérebro, podem explorar as possibilidades que este conhecimento descortina.

A neurociência demonstra que as quatro maiores áreas nobres do cérebro (neocórtex) são responsáveis pelos quatro pilares do aprendizado:

1) Reunir dados

Obter informações é essencial para aprender. Esta etapa é tão fundamental que os outros pilares costumam ser negligenciados. Um fato que demonstra isso na prática é como a maioria das escolas é conteudista e tem como principal objetivo testar a capacidade de dominar conteúdos.

Reunir dados através da visão que nos dá um poderoso mapa do mundo ao nosso redor, da audição que nos confere através da linguagem a possibilidade de desenvolver raciocínios e tirar conclusões. O toque nos ajuda a criar um conceito apropriado sobre textura e consistência.

O cheiro e o gosto nos informam de quão atrativos ou repulsivos são os elementos que nos rodeiam. Mas tudo isso nos desperta sensações que afetam nossas emoções e nossa capacidade de entendimento. Tudo isso acontece na área sensória do cérebro.

2) Reflexão

Quando estas informações são processadas no cérebro, elas começam a se combinar para produzir uma imagem com significado. Esta combinação começa a estipular valor dos objetos, experiências e pessoas, fazendo uma qualificação: o que é bom, o que é ruim, o que pode ser ameaçador.

Este pilar somente é ativado no cérebro depois do primeiro e esta hierarquia garante que os dados que provêm do neocórtex sensório sejam processados na região posterior do cérebro. A partir daí ocorrem associações entre experiências passadas e atuais. Quanto mais eventos passados são relembrados, mais poderoso é o significado que a mente confere à experiência atual.

Na prática, isso pode trazer resultados positivos e negativos, pois pessoas que tiveram experiências traumáticas com o aprendizado, como “não consigo aprender” ou “tenho dificuldades com a redação”, mais poderosas são as barreiras ao aprendizado. Por outro lado, tarefas que encorajam as pessoas a usar experiências negativas como uma base para avaliar seus recursos, identificar as oportunidades, podem gerar reflexões que levem a criar novos significados.

3) Criação

Para que significados específicos que provenham da associação entre o primeiro e o segundo pilar e seus respectivos caminhos neuronais, o cérebro ativa a memória de trabalho. Esta é a base para o pensamento consciente e o planejamento. Esta ativação determina a relevância do trabalho.

Por exemplo, se planejamos trocar um pneu, dados sobre carros e rodas são relevantes em detrimento de bicicletas ou cavalos. Esta escolha permite desenvolver soluções diante do problema emergente. Para fazer planos e desenvolver raciocínios abstratos é fundamental combinar imagens e linguagem.

Eles são o resultado de associações intencionais, selecionadas com um propósito especifico. Este é o aspecto mais relevante do aprendizado e envolve intenção, julgamentos, sentimentos decisões para criar procedimentos que configurem uma solução.

4) Testar/Aplicar

Esta é uma fase de atividade que demanda usar a área motora do cérebro. Para testar a teoria é fundamental entrar em ação. Quando a teoria é testada o ciclo de aprendizagem se torna realidade.

A partir de um teste bem sucedido, o indivíduo adquire uma nova habilidade. Conhecimento que não se concretiza em ação permanece inerte e não gera novos recursos para o indivíduo.

Todos nós somos, em alguma situação da vida, facilitadores do desenvolvimento de outra pessoa. Quando vamos delegar uma nova tarefa para um funcionário, por exemplo, se levarmos em conta estes quatro pilares, com certeza, podemos ampliar as nossas chances de cumprimos bem a nossa responsabilidade de preparar o outro para ter o melhor desempenho, a partir de uma abordagem que explora os quatro pilares do aprendizado.

 

Caroline Calaça & Cássia Morato Executive & Business Coach

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu